Diogo Soares e Ricardo Sousa vão lutar pelo título no final da segunda edição do Challenge DS3 R1. A derradeira prova é o Rallye Casinos do Algarve, prova que estará na estrada dias 12 e 13 de novembro.

Apesar de ter havido quatro vencedores em cinco provas, a verdade é que no final da temporada, quando falta apenas disputar o Rallye Casinos do Algarve, são apenas dois os pilotos que têm ainda hipóteses reais de chegar ao título no Challenge DS3 R1.

Diogo Soares chega a esta prova com a vantagem de ser o líder da competição, mas Ricardo Sousa, estando a apenas 8 pontos da liderança, terá que vencer e esperar pelo resultado do seu adversário.

“Será a segunda vez esta temporada que os concorrentes do Challenge vão disputar os troços da zona de Monchique, mas desta vez enfrentando um rali muito longo, com quase 120 quilómetros, que assim coloca outros desafios aos pilotos na gestão das suas provas”, afirma Vitor Calisto, responsável da Inside Motor Eventos, entidade que organiza o Challenge, comentando que “certamente será uma rali intenso para o Diogo Soares e para o Ricardo Sousa, que chegam a esta prova separados por apenas 8 pontos, se retiramos a pior pontuação, já que apenas cinco resultados contam e partindo da ideia que ambos vão terminar o Rallye Casinos do Algarve. Por isso, vamos ter emoção até final do Challenge e teremos que contar ainda com o Hugo Lopes, que já venceu este ano e com o Gonçalo Inácio, que já demonstrou que poderia também vencer, não fosse os sucessivos azares que teve”.

O Rallye Casinos do Algarve vai para a estrad nos dias 12 e 13 de novembro.

 

EXPETATIVAS DOS PILOTOS PARA O RALLYE CASINOS DO ALGARVE:

DIOGO SOARES

“Vamos para a última prova na frente do troféu, coisa que nunca imaginamos que poderia acontecer no início da época. Acho que mostra todo o trabalho e dedicação que, tanto eu e o Luís pusemos neste projeto. Queremos obviamente acabar a época da melhor forma, e tudo depende de nós. Vamos, no entanto, encarar este rali, com a mesma postura com que encaramos os outros. Sabemos que se estivermos nos nossos dias e que se, desta vez, o carro colaborar, temos boas hipóteses de sair do Algarve vitoriosos, por isso vamos esperar que tudo corra bem”.

RICARDO SOUSA

“Muito simples!!! Só podemos ter um objectivo...vencer e esperar para ver o que acontece. Depois de Aguiar da Beira as contas ficaram complicadas e só podemos ir ao Algarve atrás do prejuízo...mas acima de tudo queremos que o Ricardo volte ao seu melhor nível”.

GONÇALO INÁCIO

“Vamos a este rali sem nada a perder nem a ganhar em termos de campeonato. Por isso, o objectivo é ganhar o rali e entrar forte deste o primeiro troço, esperando que o título do Challenge venha para a BS Motorsport através do Diogo Soares”.

HUGO LOPES

“Não tendo qualquer pressão quanto ao campeonato o objetivo principal passa por continuar a minha evolução, que neste 1º ano tem vindo a ser positiva mesmo após alguns azares que nem sempre me permitiram estar na "luta" pelos primeiros lugares. Depois da vitória em Viana do Castelo sinto-me mais confiante mas para esta última prova do ano e tal como nas provas anteriores irei dar o meu melhor para alcançar o melhor resultado possível sabendo que é um rali difícil e que o mais importante é sempre terminar o rali”.

 

 

1 Diogo Soares 104 Pontos
2 Ricardo Sousa 82,5 Pontos
3 Hugo Lopes 60 Pontos
4 Gonçalo Inácio 35,5 Pontos
5 Pedro Antunes 26,5 Pontos
6 André Rodrigues 17,5 Pontos
7 André Oliveira 13 Pontos

 

1 23/24 Abril Rali de Castelo Branco E Castelo Branco
2 11/12 Junho Rali de Monchique C A do Sul
3 24/25 Junho Rali Vidreiro C A M G
4 23/24 Julho Rali Aguiar da Beira C A M G
5 02/03 Setembro Rali Viana do Castelo C A Santo Tirso
6 12/13 Novembro Rali do Algarve C A do Algarve

Hugo Lopes / Luís Sá foram os vencedor do Challenge DS3 R1 no que ao Rali de Viana do Castelo diz respeito. Diogo Soares / Luís Rodrigues e Ricardo Sousa / Eurico Adão vão levar para o Rali Casinos do Algarve a discussão do título.

O Rali de Viana do Castelo trouxe para o Challenge DS3 R1 um novo vencedor, o quarto da temporada em sete pilotos que até agora disputaram esta competição, cabendo a Hugo Lopes / Luís Sá a responsabilidade de subir ao lugar mais alto do pódio.

Contudo, a história do Rali de Viana do Castelo teve diversos contornos, já que foi Diogo Soares / Luís Rodrigues a dominarem praticamente todo o rali, o que faria supor uma vitória quase certeza, não fosse uma penalização de 50s (depois de mudar a caixa do DS3), que lhe retirou uma vitória quase certa.

Pelo segundo lugar, andou muito tempo o “azarado” do Challenge. Gonçalo Inácio / Paulo Fiúza, mas a meio do rali o abandono foi consumado devido à cedência da bomba de gasolina.

Hugo Lopes / Luís Sá passaram parte do rali no 3º lugar, mas com um andamento vivo, subiu aí ao segundo lugar com a desistência de Gonçalo Inácio e no final, acabaram mesmo por vencer com 6s de vantagem, após a penalização a Diogo Soares.

Pelo quarto lugar andou sempre Ricardo Sousa / Eurico Adão. Após o acidente de Aguiar da Beira, e com carro alugado para esta prova, Sousa optou pela contenção e por terminar o rali, que lhe permite levar para o Rali Casinos do Algarve a discussão do título nesta competição frente a Diogo Soares.

“Os nossos objetivos, que passam por evoluir ao longo do rali foram cumpridos e já conseguimos andar num ritmo mais elevado. No final conseguimos vencer, naturalmente com alguns azares dos nossos adversários. Porém, estávamos no sítio certo para beneficiar disso. É um excelente resultado que dedico a toda a equipa pelo esforço que tem feito esta época depois de alguns azares que já tivemos noutras provas”, afirmou no final Hugo Lopes.

Para Diogo Soares foi um rali “em que lideramos durante grande parte da prova e sempre com um ritmo muito alto. Contudo, a troca da caixa de velocidades, obrigou-nos a penalizar 50s, acabando por perder o rali por muito pouco, porém a luta pelo título continua em aberto”.

Quanto a Ricardo Sousa sai “satisfeito de Viana. Fomos terceiros classificados e pontuamos, pelo que nos mantemos na luta pelo Challenge. Foi uma prova em que optamos pela cautela, mas o resultado acabou por ser positivo”.

 

 

1 Hugo Lopes 1h 00m 43,9s
2 Diogo Soares 1h 00m 54,4s
3 Ricardo Sousa 1h 02m 09,2s

 

1 23/24 Abril Rali de Castelo Branco E Castelo Branco
2 11/12 Junho Rali de Monchique C A do Sul
3 24/25 Junho Rali Vidreiro C A M G
4 23/24 Julho Rali Aguiar da Beira C A M G
5 02/03 Setembro Rali Viana do Castelo C A Santo Tirso
6 12/13 Novembro Rali do Algarve C A do Algarve

O Rali de Viana do Castelo é uma prova que reúne uma envolve muito especial devido ao muito público que acompanha este evento, numa altura em que o Challenge DS3 R1 entra numa face de grandes decisões.

Diogo Soares, Ricardo Sousa, Hugo Lopes e Gonçalo Inácio são os quatro concorrentes que estarão à partida da 5ª prova do Challenge DS3 R1 de 2016, competição que integra o Rali de Viana do Castelo, que se realiza dias 2 e 3 de setembro.

Já em Viana do Castelo poderá ficar a conhecer-se o vencedor do Challenge deste ano, mas a decisão poderá ainda ficar para a prova final que será o Rali do Algarve. “Todas as provas do Challenge até ao momento foram férteis em incidências e por isso nunca é fácil antever o que poderá vir a acontecer em Viana do Castelo. É certo que o Diogo Soares está numa posição muito favorável para ganhar o título, depois do Rali de Aguiar da Beira, mas vamos esperar para ver o que acontece”, comenta Vitor Calisto, responsável da Inside Motor Eventos, entidade que organiza o Challenge. Quanto à ausência de três pilotos nesta prova, Vitor Calisto diz que “dos que iniciaram este Challenge, lamentamos a falta do Pedro Antunes, do André Oliveira e do André Rodrigues, por não terem de uma forma ou outra conseguido atingir os seus objetivos nesta competição. Lamentamos, ainda mais, por sentir que os projetos de iniciação como este, devem ter como base a participação e a formação, e não deixam de ser válidos só porque os objetivos da vitória final não foram alcançados. Sempre soubemos respeitar e acarinhar todos os pilotos que estiveram connosco e por esse facto boa sorte para os que continuam e para os que partiram”.

O Rali de de Viana do Castelo terá o seu início no dia 2 de setembro com a realização de uma super-especial noturna, para no dia seguinte se disputarem mais seis especiais de classificação, terminando o rali de novo com a super-especial, encerrando a prova por volta das 16 horas.

 

EXPETATIVAS DOS PILOTOS PARA O RALI DE AGUIAR DA BEIRA / SERNANCELHE:

RICARDO SOUSA

“Ao participar será para não defraudar o compromisso com a Inside Motor e para continuar a somar pontos para o Challenge uma vez que a última prova disputada veio complicar os nossos objectivos e a forma como delineamos a época”.

DIOGO SOARES

“Estamos a chegar ao final da época, e para este rali o nosso foco vai estar, exclusivamente, em mantermos a liderança do Challenge. Obviamente que não vai influenciar a nossa maneira de abordar a prova, nem o nosso andamento, mas vamos ter que ser mais cautelosos, e pensar bem quando e onde atacar para não pormos em causa a classificação no troféu. Esperemos conseguir estar no ritmo certo para rodarmos nos primeiros lugares e obter um bom resultado para irmos para o Algarve com uma vantagem mais confortável”.

GONÇALO INÁCIO

“O objetivo para Viana do Castelo é vencer o rali para amealhar o máximo de pontos, matematicamente o título ainda é possível, embora que muito difícil, pois somos obrigados a vencer e esperar por azares dos adversários. Quanto à estratégia é de lutar pelas primeiras posições em todos os troços e ver se é desta que o azar não nos bate à porta, pois em Aguiar da Beira, demos um toque quando liderávamos a dois troços do fim”.

HUGO LOPES

“Mais uma vez os objetivos passam por tentar fazer tempos próximos dos primeiros e mostrar o nosso valor dando o nosso melhor em cada especial para que o resultado final seja o melhor, tendo noção que antes disso o mais importante é terminar o rali e não perder mais pontos que podem fazer a diferença no final do campeonato”.

Todas as informações e resultados do Rali Aguiar da Beira / Sernancelhe em: www.camg.pt

 

 

1 Diogo Soares 82 Pontos
2 Ricardo Sousa 65,5 Pontos
3 Hugo Lopes 35 Pontos
4 Gonçalo Inácio 35 Pontos
5 Pedro Antunes 26,5 Pontos
6 André Rodrigues 17,5 Pontos
7 André Oliveira 13 Pontos

 

1 23/24 Abril Rali de Castelo Branco E Castelo Branco
2 11/12 Junho Rali de Monchique C A do Sul
3 24/25 Junho Rali Vidreiro C A M G
4 23/24 Julho Rali Aguiar da Beira C A M G
5 02/03 Setembro Rali Viana do Castelo C A Santo Tirso
6 12/13 Novembro Rali do Algarve C A do Algarve

Diogo Soares / Luís Rodrigues bisaram no Challenge DS3 R1, vencendo o Rali Aguiar da Beira / Sernancelhe o que lhes permitiu subir à liderança desta competição quando falta apenas duas provas.

O Rali Aguiar da Beira / Sernancelhe foi uma prova dura para a grande maioria das equipas que disputam o Challenge DS3 R1, que terminou com a vitória da dupla Diogo Soares / Luís Rodrigues, mas esta prova teve muita história para contar.

Líder durante as três primeiras especiais, vencendo-as todas, Ricardo Sousa / Carlos Silva começavam a ganhar uma certa vantagem na liderança do rali. Porém, na 4ª especial esta dupla teve uma forte saída de estrada, saltando para o comando do Challenge Gonçalo Inácio (que tinha parado para socorrer Ricardo Sousa e que levou à anulação da especial), até esse momento o opositor direto na luta pela vitória.

Diogo Soares vence a 5ª especial, num troço em que fica pelo caminho (por despiste) Pedro Antunes quando estava a 5s da liderança. Gonçalo Inácio aperta o ritmo e ganha alguma vantagem para Diogo Soares, mas na 7ª especial acaba também ele por desistir... por despiste.

Só com dois concorrentes em prova, André Oliveira teve problemas de caixa de velocidades e abandonou logo no início do rali, enquanto André Rodrigues nem sequer participou na prova, Diogo Soares limitou-se a levar o seu DS3 até final, obtendo uma excelente vitória que o coloca na liderança desta competição.

“Não entrei com o ritmo que queria mas fomos melhorando troço a troço e com uma condução limpa levamos o carro até final sem ter um único problema. Não esperava estar na frente do Challenge nesta altura mas o importante é que vamos continuar com o mesmo ritmo e com o mesmo objetivo, que é rodar o mais possível para ganhar experiência”, dizia no final do rali Diogo Soares.

O segundo e derradeiro lugar foi para Hugo Lopes / Iberino Santos que tiveram uma prova muito complicada, mas que graças á equipa de mecânicos lhes permitiu obter este excelente resultado e subir ao 3º lugar do Challenge. “Tivemos problemas de caixa de velocidades e decidimos mudar a mesma a meio do rali na assistência. A equipa de mecânicos foi excelente e a recompensa foi o resultado final. Nos últimos troços ainda tivemos problema de travões pelo que o resultado foi mesmo o melhor de tudo neste fim-de-semana”, afirma Hugo Lopes.

No final do Rali de Aguiar da Beira / Sernancelhe, Vitor Calisto, responsável da Inside Motor Eventos, afirmava que “foi um rali muito complicado para todos, como aliás tínhamos previsto antes da prova. Foi também um rali muito competitivo com diferentes líderes e vencedores de troços, que infelizmente teve alguns despistes. Existe agora uma novo líder o que prova que o Challenge vem ser bem disputado até final”.

Todas as informações e resultados do Rali Aguiar da Beira / Sernancelhe em: www.camg.pt .

 

 

1 Diogo Soares 82 Pontos
2 Ricardo Sousa 65,5 Pontos
3 Hugo Lopes 36 Pontos
4 Gonçalo Inácio 35 Pontos
5 Pedro Antunes 26,5 Pontos
6 André Rodrigues 17,5 Pontos
7 André Oliveira 14 Pontos

 

1 23/24 Abril Rali de Castelo Branco E Castelo Branco
2 11/12 Junho Rali de Monchique C A do Sul
3 24/25 Junho Rali Vidreiro C A M G
4 23/24 Julho Rali Aguiar da Beira C A M G
5 02/03 Setembro Rali Viana do Castelo C A Santo Tirso
6 12/13 Novembro Rali do Algarve C A do Algarve

O Rali Aguiar da Beira / Sernancelhe é a quarta prova do calendário do Challenge DS3 R1 2016, das seis que serão disputadas nesta competição. Até agora em três provas houve três vencedores. Será que a tendência se mantém para esta prova?

Ricardo Sousa, Diogo Soares e Pedro Antunes foram até ao momento os pilotos que saborearam a vitória no Challenge DS3 R1 de 2016. Se a regra se mantiver, quer dizer que no Rali de Aguiar da Beira / Sernancelhe teremos um quarto vencedor diferente, e o que é certo é que não faltam candidatos para tal, mesmo que todos queiram vencer.

Na entrada da segunda fase da competição, as contas do Challenge podem começar a ficar definidas, mas com o que se viu nas primeiras provas tudo pode acontecer. “As primeiras três provas foram férteis em surpresas e, por isso, não é fácil prever mais uma vez o que pode vir a acontecer no Rali de Aguiar da Beira / Sernacelhe”, comenta Vitor Calisto, responsável da Inside Motor Eventos, entidade que organiza o Challenge, esperando que “seja de novo uma grande prova e que os pilotos continuem a demonstrar o seu valor num rali que será disputado com altas temperaturas. Tal situação causará novas dificuldades aos pilotos nomeadamente na gestão dos pneus, até porque se trata de um rali muito rápido onde é necessário muita concentração”.

Rali de Aguiar da Beira / Sernancelhe terá o seu início no dia 22 de julho pelas 20h30m, com a realização de uma super-especial em Aguiar da Beira, para no dia 23 de julho se disputarem 8 provas especiais de classificação, tendo a prova o seu final agendado para as 16h30m.

EXPETATIVAS DOS PILOTOS PARA O RALI DE AGUIAR DA BEIRA / SERNANCELHE:

RICARDO SOUSA

“Vamos continuar a lutar como até aqui.. O principal foco é somar o máximo de pontos para o Challenge. Vamos imprimir um ritmo forte num rali pequeno que não dá margem de erro... no final faremos as contas”.

DIOGO SOARES

“Os nossos objectivos para Aguiar da Beira são, obviamente, tentarmos manter-nos na luta pelo título no Challenge, e para isso, vamos tentar impor um ritmo forte desde início”.

GONÇALO INÁCIO

“O objectivo para Aguiar na Beira é vencer o rali. Quanto à estratégia é de lutar pelas primeiras posições em todos os troços e ver se é desta que o azar não nos bate à porta, sabendo claro que é o primeiro ano de ralis e ainda existe um longo caminho a percorrer”.

ANDRÉ OLIVEIRA

“Para o Rali de Aguiar da Beira partimos com o objetivo de terminar o rali e acabar com os azares que nos tem perseguido nas ultimas provas de forma a fazermos o maior número de quilómetros com o carro para continuarmos com a nossa adaptação ao mesmo. Vamos tentar entrar desde início confiantes com o carro de forma a minimizar a nossa diferença para os restantes concorrentes do troféu, e dar o nosso melhor especial a especial”.

PEDRO ANTUNES

“O objetivo é vencer novamente para recuperar na classificação do Challenge. A estratégia passa pelo mesmo que temos vindo a fazer, imprimir um bom ritmo não cometer erros atacando onde nos sentimos mais à vontade”.

ANDRÉ RODRIGUES

“Depois de um rali azarado na Marinha Grande, estamos prontos novamente para o desafio. Temos consciência que podemos lutar pelos lugares da frente e é isso que vamos fazer. Atacar de início e melhorar a cada quilómetro. Acabar o rali e somar pontos continua a ser o principal objectivo visto que só dessa forma conseguimos alcançar tudo o resto”.

HUGO LOPES

“Os objetivos passam por garantir o maior número de pontos e tentar recuperar alguns pontos para vermos onde nos podemos posicionar em termos do Troféu. Vai ser um rali sem grandes riscos mas espero que consiga alcançar os tempos da frente para assim continuar a minha evolução e no futuro disputar o triunfo num Rali”.

Todas as informações e resultados do Rali Aguiar da Beira / Sernancelhe em: www.camg.pt

 

 

1 Ricardo Sousa 65 Pontos
2 Diogo Soares 57 Pontos
3 Gonçalo Inácio 34,5 Pontos
4 Pedro Antunes 26 Pontos
5 André Rodrigues 17,5 Pontos
6 Hugo Lopes 16 Pontos
7 André Oliveira 13,5 Pontos

 

1 23/24 Abril Rali de Castelo Branco E Castelo Branco
2 11/12 Junho Rali de Monchique C A do Sul
3 24/25 Junho Rali Vidreiro C A M G
4 23/24 Julho Rali Aguiar da Beira C A M G
5 02/03 Setembro Rali Viana do Castelo C A Santo Tirso
6 12/13 Novembro Rali do Algarve C A do Algarve

Go to top