Para que não restassem dúvidas quanto à vitória em Monchique, Ricardo Roda / Eurico Adão apostaram o joker no Rali Vidreiro e obtiveram não só a vitória como o dobro dos pontos, continuando na liderança no Challenge.

O Challenge DS3 R1 tem vindo de prova a prova a ficar cada vez mais competitivo. No Rali Vidreiro assistiu-se a um bom rali nesta competição, com Ricardo Roda a conseguir nova vitória, que lhe garante um favoritismo acrescido, quando faltam duas provas para terminar esta troféu.

O challenge DS3 R1 regressa ao convívio do nacional de ralis, entrando no rali vidreiro na segunda metade da temporada, num momento em que ainda está tudo por decidir.

Pela primeira vez esta temporada o Challenge DS3 R1 vai reunir os seis pilotos que estão inscritos nesta competição, esperando-se desta feita um rali muito competitivo com mais candidatos ao primeiro lugar.

Foi forte em emoções a terceira prova do Challenge DS3 r1. O rali de monchique encerrou a primeira metada da competição, que tem agora um novo líder, o leiriense Ricardo Roda.

Mais à vontade com os seus carros e numa prova mais curta em termos de quilometragem, os pilotos do Challenge DS3 R1 tiveram um Rali de Monchique bem difícil, em que nem o vencedor e único sobrevivente no final do rali se livrou de um enorme susto.

Depois de duas provas no nacional de ralis, o Challenge DS3 r1 disputa agora a terceira prova do calendário integrando desta feita o campeonato fpak de ralis sul.

Com apenas 70 quilómetros de especiais de classificação para cumprir, com tripla passagem pelos emblemáticos troços da Fóia e Monchique, os concorrentes ao Challenge DS3 R1 encaram agora mais um novo desafio.

NUM RALI DE CASTELO BRANCO EXTREMAMENTE DIFÍCIL PARA TODOS OS PILOTOS DO CHALLENGE DS3 R1, RICARDO SOUSA / CARLOS SILVA VOLTARAM A SUBIR AO PRIMEIRO LUGAR, DEPOIS DE UMA EXIBIÇÃO SEM ERROS.

No Rali de Castelo Branco os concorrentes do Challenge DS3 R1 experimentaram novas sensações, já que as condições atmosféricas instáveis, tornaram os troços muito traiçoeiros.

Quem melhor se adaptou a estas condições foi Ricardo Sousa, piloto que já tinha vencido no Rali Cidade de Guimarães e que em Castelo Branco voltou a assumir todo o protagonismo, mesmo se Ricardo Roda até foi o primeiro líder.

Go to top